Menu
Sucesso
Alerta
Perigo

15 Perguntas que você deve fazer ao seu Ginecologista

13 de Abril de 2019

O Ginecologista Obstetra, Dr João Pedro da Clisei em Irecê responde a 15 perguntas de suas pacientes.

 

1. Dor durante a relação sexual é normal?

Não

Um dos casos de dor durante a relação sexual pode ser o ressecamento. Nesse caso a mulher pode ser mais estimulada para aumentar a lubrificação e até optar por lubrificantes a base de água.

Dores também podem acontecer caso a mulher esteja com alguma infecção ou inflamação na vagina. Nesse caso é melhor procurar um médico imediatamente para analisar o caso.


2. Com qual frequência preciso fazer testes para Doenças Sexualmente Transmissíveis 

Não existe uma frequência de tempo para a realização desses testes.

O que o paciente tem que observar são os sintomas e desconfiança em relação ao parceiro.

O ato de ir ao ginecologista de 6 em 6 meses pode identificar doenças e se achar necessário, o médico solicitar os exames. 


3. Preciso me Preocupar quando apresento corrimento?

É normal a vagina produzir secreções, o que não deve e apresentar corrimentos com cores fortes e mal cheiro. Isso pode ser indício de infecções e deve ser rapidamente tratado.


4. Quando devo fazer exame de tireoide?

A tireoide é uma glândula que produz hormônios fundamentais para o corretor funcionamento do metabolismo do organismo. A sua disfunção pode fazer com que a mulher engorde ou emagreça.

Identificando algum problema o seu ginecologista irá solicitar exames e, caso necessário, encaminha-la para um endocrinologista.


5. Qual o método contraceptivo mais recomendado?

A escolha do método contraceptivo vai depender da saúde da mulher e do momento de vida dela. Pode ser conversada e decidida junto ao companheiro, caso a mulher possua um.

Se a mulher não tem uma vida sexual ativa e faz sexo eventualmente, a camisinha pode ser uma boa opção mas, caso tenha um parceiro e a frequência sexual seja maior deve pensar em usar um anti concepcional ou até mesmo colocar um DIU.


6. Devo me preocupar quando tenho incontinência urinária?

A incontinência urinária pode estar associada a problemas psicológicos, doenças e até mesmo morfologia da bexiga.

Fatores como a ansiedade e depressão podem deixar a bexiga hiperativa.

Fatores morfológicos como bexiga baixa e pequena ou até mesmo problemas no esfincter também podem fazer com que a mulher vá várias vezes ao banheiro.

Algumas infecções também estimulam o ato de urinar.


7. Como controlar o ressecamento Vaginal

O ressecamento vaginal costuma acometer mulheres mais velhas, acima de 55 anos. Geralmente acontece após a menopausa mas, tende a acontecer antes da menstruação e após o parto.

Pode-se utilizar de cremes para hidratar a vagina e até fazer reposição hormonal, caso necessário.


8. Como identificar as verrugas do HPV?

O Papanicolau não é um exame muito seguro para identificar o HPV. O mais correto é retirar a verruga para fazer uma biopsia, se utilizando de um teste de biologia molecular.

A maioria das mulheres infectadas consegue eliminar o vírus mas uma grande parte desenvolvem lesões que, se não tratadas, podem evoluir para câncer de colo uterino.